A Extração do 3 molar (DENTE SISO) – Raphá Odontologia

A Extração do 3 molar (DENTE SISO)

voz-fonoaudiologia-odontologia-rapha-odontologia-alphaville-barueri-sp-dentista
Voz
6 de setembro de 2017

A Extração do 3 molar (DENTE SISO)

A Extração do 3 molar (DENTE SISO)

 Os terceiros molares conhecidos como “dentes do siso”, normalmente erupcionam entre os 16 e 25 anos de idade, ou seja, são os últimos a aparecerem na boca. Um terceiro molar erupcionado parcialmente pode provocar gengivites (inflamação da gengiva), abscessos, irritação local, dor, edema e até mesmo o aparecimento da cárie dental , já que a higienização se torna difícil na região. Quando o terceiro molar fica totalmente incluso (dentro do osso), pode produzir reabsorção do dente vizinho, transtornos dolorosos e até degenerações (lesões císticas).

A extração do terceiro molar está indicada quando ele está mal posicionado, não há espaço suficiente na arcada, nos quadros de dor ou quando a erupção não se completa. Para que a cirurgia tenha um pós-operatório tranqüilo e sem grandes desconfortos, existem medicamentos que são prescritos antes e após a cirurgia juntamente com cuidados recomendados pela nossa equipe.

São poucas as situações clínicas em que os terceiros molares, popularmente conhecidos como sisos, são úteis dentro da boca. Não participam da mastigação, são de difícil acesso para escovação e muitas vezes erupcionam de forma errada, podendo prejudicar o dente vizinho (segundo molar) ou dar origem a problemas mais sérios.

A retirada do Siso

O momento da retirada deve ser avaliado pelo dentista em cada caso. Há estudos que indicam a idade ideal entre os 16 e os 18 anos, porque há somente 2/3 da raiz formada e a densidade óssea é menor. Após esse período, a extração pode ser mais complicado.

O nascimento dos sisos também pode atrapalhar o tratamento ortodôntico. Como o dente siso é o último da arcada e normalmente tem pouco espaço para nascer, ele pode dificultar a movimentação dos outros dentes em tratamento com aparelhos ortodônticos.

Sobre a cirurgia do siso

O mais importante é realizar a cirurgia com um dentista habilitado e em ambiente cirúrgico (local especifico para cirurgias, com materiais e campos exclusivos para cirurgia). Com um exame radiográfico analisamos o posicionamento e planejamos o material a ser utilizado, se ele estiver totalmente incluso, é necessário remover o osso antes de retirá-lo, se tiver semi-incluso, dependendo da posição, é necessário cortar o dente e remove-lo em partes, é feita uma pequena incisão (corte) na gengiva, que depois da remoção do dente será fechada com pontos. A cirurgia é feita com anestesia local e uso de calmante caso o paciente seja muito ansioso. Para um pós-operatório seguro é necessário alguns dias de repouso e medicação adequada a cada caso. Os pontos são removidos geralmente sete dias após a cirurgia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *